Waitaki: a região secreta de vinhos na Nova Zelândia

Na Ilha Sul da Nova Zelândia, a região central de Otago é famosa pela produção de alguns dos melhores vinhos da uva Pinot Noir do mundo – e é parada obrigatória para os aficionados pela bebida em visita ao país. O que poucos sabem é que a apenas três horas ao norte, a pequena região Waitaki está conquistando espaço no universo do vinho.

As plantações são relativamente novas e começaram oficialmente em 2001, mas os vinhos que saem dali têm apresentado qualidade excepcional. Os vinhedos se estendem por uma faixa de 75 km e estão margeados de um lado pelo sul do Oceano Pacífico, bem frio, e do outro pelos alpes de picos nevados da Ilha Sul, que protegem as plantações das chuvas.

Waitaki e alguns dos melhores vinhos produzidos na Nova Zelândia

No Brasil, é possível encontrar rótulos da vinícola premium Ostler Vineyards, pioneira na produção no Vale de Waitaki, de uvas como Pinot Noir, Pinot Gris, Riesling e Gewürztraminer.

Descubra Waitaki: a região secreta de vinhos na Nova Zelândia
Descubra Waitaki: a região secreta de vinhos na Nova Zelândia

A maioria das vinícolas da região são as últimas a realizar a colheita na Nova Zelândia, no final de abril e início de maio. Como as uvas ficam mais tempo na parreira, o sabor fica mais apurado do que os vinhos produzidos em Central Otago. O resultado é um maior nível de acidez, que confere mais frescor, notas de frutas delicadas e uma bebida balanceada.

Waitaki, na Nova Zelândia
Waitaki, na Nova Zelândia

Além das vinícolas, há diversas atrações turísticas por ali, todas de fácil acesso. Nas Omarama Hot Tubs, é possível curtir um ofurô quentinho com vista para os alpes e céu estrelado durante a noite. Na praia Koekohe, fotógrafos do mundo todo registram as Moeraki Boulders, misteriosas rochas esféricas formadas há milhões de anos que ficam ainda mais incríveis sob a luz do início do dia e do fim da tarde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here