Torre de Miroku: conheça a maior torre japonesa do Brasil!

Localizada na cidade de Ribeirão Pires, região metropolitana de São Paulo, a 1 hora da avenida Paulista, a Torre de Miroku é uma construção de elevado teor artístico cravada em uma magnífica paisagem natural.

O acesso é feito através de barco, num lindo passeio de 20 minutos pela Represa Billings, numa embarcação que possui um dragão dourado na sua proa, simbolizando proteção e purificação da água.

Complexo Torre de Miroku

No início da obra, foi elaborado um projeto que utilizou uma técnica mista de construção, onde a estrutura interna de vigas e colunas foi constituída de concreto armado, e a sustentação do telhado, sobreposto em cinco andares, foi feita no padrão da tradição japonesa de encaixe de madeiras, com vigas fixadas sem a utilização de pregos e parafusos. Essa técnica mista, que utiliza a metodologia da engenharia moderna aliada ao conhecimento milenar de sustentação de vigas por encaixe, permitiu que a Torre de Miroku fosse a primeira no mundo a possuir um vão livre até o topo.

Imagem Kannon - créditos: divulgação
Imagem Kannon – créditos: divulgação

A Torre demorou 12 anos para ficar pronta, tem 32 metros de altura e possui 5 telhados utilizando 13 mil telhas, todas esmaltadas com uma tinta trazida do Japão, que contém ouro em sua composição.

Cada um dos 5 telhados representa uma parte do corpo da divindade. O primeiro e menor de todos é a cabeça, o segundo o pescoço, o terceiro o peito, o quarto a barriga e o quinto as pernas, como forma de alicerce.Toda a área do complexo possui 75 mil metros quadrados.

Torre de Miroku e a maior torre japonesa do Brasil

Na construção foram usadas 400 toneladas de madeira (angelim pedra, jatobá e eucalipto) ecologicamente sustentável.

No interior da Torre há uma escultura 3D de 8 metros e que pesa 4 toneladas, executada durante 3 anos em blocos de madeira (embuia) e folheada a ouro 24 quilates que simboliza Kannon, uma divindade tanto masculina quanto feminina que é reverenciada no Oriente.

Fotos do complexo - créditos: divulgação
Fotos do complexo – créditos: divulgação

O renomado escultor Cicero D’Ávila é o artista responsável pela confecção da imagem; especialista em escultura figurativa e autor de várias obras hiper-realistas no mundo inteiro; suas obras possuem traços leves e expressivos que reproduzem a técnica e a criatividade da arte tradicional e, ao mesmo tempo, moderna.

Existe também no local uma capela onde está o desenho do Supremo Deus, representando o Espírito do lugar, um espaço reservado para a imagem de Nossa Senhora Aparecida, que simboliza a Kannon do Ocidente, e um espaço dedicado a São João Batista que é o santo padroeiro do Japão.

Torre de Miroku - foto: divulgação
Torre de Miroku – foto: divulgação

O jardim zen mostra uma composição sem árvores, onde a natureza e seus elementos são representados apenas pelas pedras e a areia, expressando o valor da quietude e da interioridade. Cada detalhe do jardim revela um significado, os riscos na areia, por exemplo, representam o fluir da água.

No entorno da Torre vislumbramos uma magnífica paisagem natural, minicachoeira, lago com carpas e um harmonioso jardim que mescla a beleza da natureza oriental, representada por um belo matsu e cerejeiras por toda a extensão, com a natureza ocidental, retratada por primaveras de várias cores, ipês e mudas de pau-brasil.

Fotos do complexo - créditos: divulgação
Fotos do complexo – créditos: divulgação

O acesso ao Complexo Torre de Miroku acontece somente por meio da embarcação própria. Mais informações no site www.uakatour.com.br. Clique no link a seguir para ler mais notícias de viagem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here