Saint Martin: lado francês reabre suas fronteiras a brasileiros

Por Noticia de Viagem

O Escritório de Turismo do Lado Francês da Ilha de Saint-Martin anunciou que, a partir de hoje, 1º de outubro de 2021, o Brasil deixará a atual lista de países banidos de Sint-Maarten/Saint-Martin e passará a integrar a lista de “países de alto risco”, onde não se faz mais necessária a quarentena obrigatória. A partir de tal data, os viajantes brasileiros deverão atender aos seguintes protocolos de entrada na ilha:

Formulário de Saúde – EHAS para entrar em Saint Martin

O formulário de saúde EHAS deverá ser preenchido e pré-aprovado antes do embarque, contendo o upload do resultado negativo do teste PCR, comprovante de vacinação e a aquisição de seguro obrigatório para COVID-19. Crianças devem ter o formulário de saúde online preenchido pelos pais ou responsáveis. O tempo de processamento de pré-aprovação do formulário leva até 12 horas. Assim que pré-aprovado, o viajante receberá um PDF de pré-autorização (para impressão) por e-mail, que deverá ser apresentado no check-in e, na chegada na ilha, às autoridades de saúde e à imigração. O PDF também conterá um código QR com o status de vacinação e o resultado do teste PCR quando escaneado. O viajante deverá manter o resultado original do teste ou do antígeno e o comprovante de vacinação sempre em mãos.

Vacinação completa

Viajantes brasileiros devem estar totalmente imunizados ao entrar na ilha. Entre as vacinas autorizadas estão a Pfizer, Moderna, Astrazeneca e J&J/Janssen. A entrada só será permitida após quatro semanas da vacinação de dose única ou após duas semanas da segunda dose. Viajantes não vacinados devem fornecer resultado de teste PCR negativo não mais de 24 horas antes da partida na última etapa para Saint-Martin.

Teste PCR Negativo

Apresentar resultado negativo de Teste de PCR negativo não mais de 48 horas antes da partida no último trecho para Sint Maarten/Saint-Martin. A amostra de teste de PCR e antígeno para o vírus SARS-COV-2 deverá ser obtida em esfregaço nasofaríngeo. Os resultados de kits de teste de coleta COVID-19 caseiros não serão aceitos. O resultado do teste original deverá ser incluído via upload no formulário EHAS e deve especificar claramente o nome do laboratório ou clínica, nome completo, tipo de teste administrado, nome do teste de antígeno, data e fonte da coleta, data do resultado e um resultado negativo. Resultados de testes não conformes, declarações escritas à mão ou e-mail de médicos não serão aceitos. Crianças abaixo de 10 anos não precisam fazer o teste.

Seguro Obrigatório para COVID-19

A aquisição do seguro obrigatório para COVID-19 é uma etapa integrada no formulário EHAS. Os viajantes devem concluir este processo no momento da inscrição. O valor do seguro é de USD 15 para estadias inferiores a 180 dias e crianças de 0 a 14 anos não pagam. Para mais informações sobre o seguro COVID-19, entre em contato com o suporte ao cliente em info@sxmprotectionplan.com.

Automonitoramento em Saint Martin

Obrigatoriedade por cinco dias consecutivos do automonitoramento de temperatura corporal e possíveis sintomas de gripe. Os viajantes receberão por e-mail um alerta automatizado diário fornecendo um link para o envio das informações solicitadas online nos primeiros cinco dias de estadia. Se o viajante ficar por um período mais curto na ilha, terá que enviar as informações pelo tempo que estiver na ilha. As possibilidades de medição de temperatura também serão oferecidas no saguão da maioria dos hotéis e outros meios de hospedagem.

Leia também

Deixe um Comentário

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Ao continuar utilizando o site, suponho que está tudo bem para você, Aceitar Leia Mais

Politica de Privacidade e Cookies