“Casa” da KLM: 10 curiosidades sobre o aeroporto de Schiphol

A “Casa” da KLM, Schiphol, é o local onde a companhia concentra todos os voos que partem do Brasil – de São Paulo, Rio de Janeiro e Fortaleza. O aeroporto é um dos gigantes da Europa, recebeu no último ano 69 milhões de passageiros e contou com um aumento de 4.8 milhões de pessoas em relação a 2016, sendo o hub que mais cresce no continente.

“Casa” da KLM e 10 curiosidades imperdíveis:

No último mês, o hub seguiu com números positivos; 6.8 milhões de viajantes voaram de, para ou via Schiphol, um aumento de 0,5% em relação a julho de 2017. Confira abaixo 10 curiosidades sobre a operação e os serviços disponíveis para os passageiros na “Casa” da KLM:

Aeroporto de Schipol, a "Casa" da KLM
Aeroporto de Schipol, a “Casa” da KLM
  1. A de Alpha

Quem passa pelo aeroporto de Schiphol, a Casa da KLM,  encontra os Portões B até H, mas fica um tanto confuso quando percebe que não existe o Portão A. Ele não existe mais no aeroporto, porque os passageiros holandeses constantemente se confundiam com o anúncio em inglês e, ao invés de se dirigirem ao Portão A, iam para o Portão E (que se pronuncia como “Ei” em holandês, a mesma pronúncia da letra A em inglês). Como resultado, muitas pessoas perdiam os seus voos. Porém, o Portão A deve voltar a Schiphol após a reforma que está por vir. Mas, desta vez, ele será chamado de “Portão Alpha” nos anúncios, para evitar confusão.

  1. Alto e claro – o sistema de chamadas de Schiphol

Quem já não se frustrou pelos gritos incompreensíveis de sistemas de chamadas em aeroportos do mundo todo? Por conta da confusão que a situação gera, antes que as pessoas se deem conta, entram no trem errado, quase que embarcando em outro destino qualquer. Essa é a última coisa que deveria acontecer, principalmente se as pessoas estão atrasadas. E é por isso que Schiphol possui um sistema de chamadas único que é alto e, o mais importante, claro. As informações são repetidas e traduzidas para várias línguas, de modo que tanto passageiros locais quanto internacionais possam entender sempre.

  1. Uma Biblioteca no Aeroporto

Schiphol é o primeiro aeroporto do mundo a contar com uma biblioteca. O espaço se encontra no saguão de partidas para voos intercontinentais. Os passageiros que estão em uma longa espera entre os voos, podem escolher nem ver as horas passarem com os 1.250 livros disponíveis em 30 idiomas diferentes. Se você escolher a obra certa e tiver mais do que algumas horas para gastar, pode ficar à vontade em uma das confortáveis poltronas da biblioteca.

  1. Partidas, chegadas e transferências

Quase 70 milhões de passageiros passam por Schiphol a cada ano. A KLM leva metade, ou seja, cerca de 35 milhões desses passageiros. Isso é bastante gente, o que faz sentido, considerando todos os destinos da companhia. Um ponto que nem todos param para pensar, é que, esse número inclui vários milhões de passageiros que fazem conexão em Schiphol, e que esses voos são muito importantes para o aeroporto.

Aeroporto de Schipol, a "Casa" da KLM
Aeroporto de Schipol, a “Casa” da KLM
  1. Olha só, um minimuseu!

Viajantes que não foram ao Rijksmuseum, museu nacional da Holanda, podem compensar isso em Schiphol, que possui um anexo desse famoso local na Holland Boulevard, entre os píeres E e F. As pessoas que viajam por Schiphol podem visitar a exibição de graça e se encantar com os quadros de alguns dos maiores mestres holandeses. Obras de Rembrandt, Jacob van Ruisdael e Ferdinand Bol estão lá para serem explorados.

  1. O Centro de Meditação

Viajar é, muitas vezes, uma experiência muito estressante. E é perfeitamente compreensível. Não importa a frequência com que você viaja, sempre acaba sendo um pouco angustiante. Sendo assim, às vezes é válido abordá-la de uma forma mais consciente. E Schiphol entende isso, razão pela qual a “Casa” da KLM  conta com áreas especiais onde os passageiros podem meditar, rezar ou simplesmente ter um pouco de paz e sossego. O Centro de Meditação fica próximo ao Píer F.

Aeroporto de Schipol, a "Casa" da KLM
Aeroporto de Schipol, a “Casa” da KLM
7. Corra, Forrest, corra!

Muitos já tiveram essa experiência; você fez o check-in no último minuto e está numa corrida até o portão em um ligeiro pânico. Será que vai dar tempo? Para acalmar os passageiros (ou acelerá-los!), Schiphol tem sinalizações dizendo quanto tempo levará para chegar ao portão. Isto é muito útil, porque informa quanto tempo você tem para fazer compras, experimentar perfumes, abastecer-se de chocolate ou aproveitar um café e um sanduíche. Mas certifique-se de fazer as contas direito, pois você não vai querer ser a última pessoa correndo até o avião!

8. Ei, gostaria de uma bebida?

A descoberta mais importante que alguns passageiros fazem sobre Schiphol é que ele possui um espaço dedicado para famílias viajando com bebês. Mães e pais buscando privacidade, paz e tranquilidade podem ir até o local para amamentar, ninar ou trocar seus filhos. Os assentos podem ser divididos com cortinas e há berços e pequenas camas para aqueles que precisam tirar um cochilo. Já foi encontrado um adulto dormindo em uma das caminhas, o que foi uma visão muito engraçada, mas não exatamente o que Schiphol tinha em mente!

9. O universo (subterrâneo) mágico das bagagens

Se você acha que os passageiros se locomovem por uma grande distância em Schiphol, sua bagagem completa uma jornada ainda mais longa: 20 quilômetros em média, o que é quase uma meia-maratona. O subsolo de bagagens é maior que o próprio prédio do terminal. Ele é absolutamente vasto e mágico! Existe um universo inteiro escondido debaixo dos seus pés, onde malas de todo o mundo se encontram brevemente antes de serem enviadas para seu próximo voo ou destino final.

10. Cerveja e atrações no Holland Heineken Bar

Se é cerveja que você quer, dê uma passada no Holland Heineken Bar, onde foi construído um sistema de entretenimento ao redor da cerveja mais famosa da Holanda. Poderíamos contar tudo sobre o espaço, mas para não estragar a surpresa, incluímos apenas uma dica: você pode usar seu porta-copos para deslizar mensagens entre você e a pessoa sentada à sua frente. Contanto que essa pessoa também esteja tomando uma cerveja, é claro.

Aeroporto de Schipol, a "Casa" da KLM
Aeroporto de Schipol, a “Casa” da KLM
Sobre a KLM

Há 98 anos, a KLM é pioneira no setor de transporte aéreo e é a companhia aérea mais antiga que ainda opera sob seu nome original. A KLM pretende ser a companhia aérea com mais foco no cliente, inovadora e eficiente, oferecendo um serviço confiável e produtos de alta qualidade na Europa.

Grupo Air France – KLM

Desde a fusão em 2004, a KLM faz parte do Grupo Air France-KLM. Essa fusão deu origem a um dos principais grupos de companhias aéreas da Europa, com duas marcas fortes operando em dois grandes centros: o Aeroporto Schiphol de Amsterdã e o Charles de Gaulle de Paris. O grupo concentra-se em três atividades principais: transporte de passageiros e carga e manutenção de aeronaves. Juntas, as duas companhias aéreas transportam quase 100 milhões de passageiros por ano.

A KLM também é membro da SkyTeam Alliance global, que possui 20 companhias aéreas associadas e uma malha aérea conjunta de 1074 destinos em 177 países.

Para mais informações sobre a KLM, acesse KLM.comKLM NewsroomFacebookTwitter e o Blog.

KLM no Brasil

– Rio de Janeiro: 7 voos semanais

– São Paulo: 7 voos semanais

– Fortaleza: 3 voos semanais (4 voos semanais a partir de 2 de abril de 2019)

www.klm.com.br

news.klm.com/

facebook.com/KLMBrasil

twitter.com/KLM

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here